Christina Lauren: o fenómeno literário que ninguém conhece em Portugal

Christina Lauren é a minha autora de romance contemporâneo favorita. Sim, eu sei que já disse isto aproximadamente 3546 vezes, mas vou continuar a dizer até vos convencer.

Christina Lauren são na realidade duas pessoas: a Christina e a Lauren. Escrevem romances contemporâneos há já alguns anos, no entanto os únicos trabalhos já em português são alguns dos livros da série Irresistível. Mas, esta semana, as minhas preces foram finalmente ouvidas porque vamos ter um livro da Christina Lauren em português: Amor & Ódio Irresistíveis. Para vos convencer de que este é o romance que vocês estão a precisar nas vossas vidas, vou falar-vos um pouco do estilo delas e de alguns dos livros que têm publicados.

Não se deixem enganar e pensar que se tratam de livros muito profundos porque não são. Não são de todo um “Orgulho e preconceito” ou um “Outlander”. São sim romances rápidos, leves e que nos deixam com o sorriso mais parvo na cara de tão lamechas que são às vezes. São os livros perfeitos para nos fazer esquecer dos problemas e para nos aquecer o coração em poucas horas (sim, horas, porque assim que começarem vão querer ler tudo num instante).

IMG_1129

Vamos começar pelo primeiro solo que li: My favorite half-night stand. Lembro-me perfeitamente de ler este livro e ter de olhar várias vezes para o teto para não chorar. Não vos vou maçar com uma longa review desta livro uma vez que a podem consultar aqui, mas é um livro tão tão bom. Acho que não há melhor forma de o descrever do que esta quote (que eu não me atrevo a traduzir, desculpem):

” But I imagine living with Reid, and a small burts detonates in my belly. It would change everything, every first inhale, and every last exhausted exhale of my day. It would influence every mood in between. I imagine shuffling sleepily around each other at the kitchen counter, waiting for the coffee maker to finish brewing. He’s wearing his soft, worn gray shirt and I can slide my hands under it, warming them on his stomach. I imagine complaining about his morning breath, and him chasing me for a stinky kiss. I imagine grading papers on the couch together, my feet in his lap, him grumbling that I’m making it hard for him to work. I imagine the relief of sliding under the blankets with him – not just a warm buty, but his warm body – every night.”

IMG_1128

O meu favorito de todos é sem dúvida “Love and other words“. Conta a história de dois jovens que adoram livros e que têm o hábito de partilhar as suas palavras favoritas.

“Limerence. There’s no word like it. The state of being infatuated with another person.”

No entanto, algo os separa por 11 anos, até que eles de reencontram e lutam por uma segunda oportunidade.

” I never got to fall out of love. I just had to move on.”

Este livro é de um amor tão ternurento e doce! Não há mesmo outra forma de o descrever a não ser perfeito.

“”Sometimes it feels like I think about you every minute”, – he whispered.”

Dos que ainda não li, tenho imensa curiosidade no “Twice in a blue moon” e “The unhoneymooners”, mas agora estão com esperanças (e a torcer muito por isso) que se traduzam para português brevemente.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s